SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Empregados da Assolan voltam atrás e decidem a favor da empresa

Cedendo às pressões da direção, metalúrgicos votam pela não negociação do ACT

Nesta quinta-feira, dia 4 de abril, o SindMetal-GO foi até a Assolan Indústria para realizar assembleia com os metalúrgicos. O objetivo era colocar em votação o índice do Visa Vale e ainda a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho.

A direção da Ypê, nova proprietária da marca de lã de aço, esteve na sede do sindicato dos trabalhadores no dia 27 de março. A reunião foi rápida e direta. “Nós não vamos negociar acordo. E, também, não vamos oferecer nada além dos 8% de reajuste do Visa Vale”, afirmou Ricardo Silva, diretor de recursos humanos da indústria.


Reunião realizada com a direção da Assolan Indútria no dia 27 de março

“Para os empregados da Assolan Indústria, o Visa Vale (o antigo vale alimentação) é quase uma questão de dignidade. Eles dão mais valor a isso, à vezes, do que ao aumento salarial”, expôs Roberto Ferreira, presidente do SindMetal-GO. Mas, a posição da empresa foi implacável.

Diante do impasse na negociação do vale e também do acordo coletivo, a comissão negociadora do sindicato viu-se na obrigação de levar a posição da direção da Assolan para os metalúrgicos e abrir a votação em um processo democrático. O SindMetal-GO foi pego de surpresa quando a maioria absoluta dos empregados da indústria votaram a favor da decisão da empresa.


Empregados da Assolan Indústria votam pela não negociação do ACT

O presidente Roberto Ferreira questionou a decisão dos empregados e foi destratado por uma salva de palmas irônica. “Então é isso? Vocês vão voltar atrás agora e ceder à pressão da empresa? Nós estamos aqui para defender vocês. Mas, se é isso que vocês querem, mesmo não concordando, nós vamos acatar”, afirmou Roberto para o público que já começava a se dispersar.

O resultado da tentativa de negociação com a direção da Assolan Indústria mostra os resquícios de um passado cruel, no qual a protagonista foi a Hypermarcas. “Nós estamos com a consciência limpa. Eles foram muito bem informados e votaram de forma consciente. Nós só esperamos que eles estejam certos ao acreditar nas promessas da empresa, mas o que temos visto é uma realidade bem diferente”, conclui o dirigente.

Leia mais:
>> SindMetal-GO reúne-se com JK Montagens para negociar acordo
>> Sindicato anuncia recesso durante a Semana Santa
>> Assolan nega, novamente, novo reajuste para o Visa Vale

Fonte: Assessoria de Comunicação SindMetal-GO

Deixe um comentário