SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Utilização da capacidade da indústria permanece estável em março, diz CNI

Índice de produção ficou em 52,9 pontos, ante 46,1 pontos em fevereiro. Aumento da produção foi menos intenso que o observado em 2012 e 2011

O nível de utilização da capacidade instalada da indústria em março se manteve em 70%, no mesmo patamar verificado nos dois meses anteriores, mostrou a sondagem industrial divulgada nesta quinta-feira (18) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O uso da capacidade, entretanto, está dois pontos porcentuais abaixo do registrado em março de 2012 e três pontos porcentuais inferior ao registrado no mesmo mês de 2011.

Apesar disso, a sondagem aponta que produção industrial cresceu em março relação a fevereiro. O índice de produção industrial ficou em 52,9 pontos em março, ante 46,1 pontos em fevereiro.

O indicador da sondagem industrial varia no intervalo de zero a cem pontos e valores acima de 50 indicam expansão da atividade em relação ao mês anterior. Em janeiro e fevereiro, houve queda na produção, pois os índices estavam abaixo desse patamar.

A CNI destaca, porém, que o resultado foi o menor para o mês desde o início da série mensal, em 2010.

“A indústria ainda não encontrou sua trajetória de retomada de crescimento”', assinalou a entidade, em nota. Ainda segundo a CNI, a expectativa era de que com o fim dos estoques, a produção industrial apresentasse avanço moderado, “mas isso não se confirmou”.

Já o indicador de nível de emprego na indústria ficou em 50,5 pontos em março, ante 49,8 pontos em fevereiro.

O índice de expectativa sobre a evolução do número de empregados nos próximos seis meses manteve-se praticamente estável. Recuou de 53,3 pontos em março para 53 pontos em abril.

Apesar da insatisfação dos empresários com as margens de lucro e a situação financeira das suas empresas haver aumentado no primeiro trimestre, suas expectativas, neste mês de abril, sobre a demanda nos próximos seis meses mantiveram-se otimistas, com 60,1 pontos.

A pesquisa da CNI foi feita com 1,7 mil empresas de todo o país entre os dias 1° e 11 de abril.

Fonte: G1.com

Deixe um comentário