SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Metalúrgicos de Jaguariúna e Motorola se reúnem no Ministério Público do Trabalho para discutir venda da empresa

O Sindicato manifestou preocupação com as incertezas que o negócio está gerando entre os trabalhadores

SindMetal o presidente José Francisco Salvino, Buiú, o diretor e funcionário da Motorola, Cesar Cardoso da Silva, e o advogado da entidade, Edson Luiz Netto, enquanto pela empresa compareceram a gestora de RH, Ana Paula Cavioli, e dois advogados.

O Sindicato manifestou preocupação com as incertezas que o negócio está gerando entre os trabalhadores e reafirmou seu compromisso em lutar pela manutenção de todos os direitos e conquistas obtidos na Motorola nos últimos anos, como a jornada semanal de 40 horas, padrões dignos de remuneração da força de trabalho, liberdade de representação sindical, entre outros.

“Ainda não sabemos claramente o que poderá acontecer após a conclusão do negócio, mas o trabalhador pode ficar tranquilo de que estamos acompanhando cada passo e não deixaremos que nada e nem ninguém atropelem seus direitos conquistados com muita luta”, garante Buiú.

A Motorola confirmou na audiência que o Google, controlador da empresa, está vendendo o negócio de manufatura/supply chain (ativos, máquinas e pessoal) para a Flextronics e que a Motorola ficará apenas com o desenvolvimento dos softwares e comercialização. Os representantes da empresa afirmaram que, por enquanto, só existe uma “carta de intenções”, e que a venda precisa ser consumada pelas partes e autorizada pelos órgãos públicos.

Uma das condições para o fechamento do negócio, segundo a empresa, é a manutenção das atividades na fábrica de Jaguariúna e que, concluído o negócio, os funcionários da Motorola receberão uma carta para admissão imediata. A Flextronics, empresa de Cingapura especializada na manufatura terceirizada de equipamentos eletrônicos, possui, no Brasil, fábricas nas cidades de Sorocaba, em São Paulo e Manaus.

Neste momento, os trabalhadores da Motorola de Jaguariúna estão em férias coletivas e só retornam no dia 2 de janeiro de 2013. Enquanto isso, a empresa garante que não tomará qualquer atitude sem antes promover negociação coletiva com o Sindicato e os trabalhadores.

Antes da conclusão do negócio com a Flextronics, a empresa voltará a se reunir com o Sindicato e uma nova audiência no Ministério Público do Trabalho foi marcada para o dia 31 de janeiro do ano que vem.

Fonte: Mundo Sindical

Deixe um comentário