SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

GM quer flexibilidade para tornar planta joseense mais competitiva

Demissão em massa foi descartada após reunião neste sábado (4). Empresa e Sindicato terão cerca de 60 dias para negociar novas medidas

A General Motors se manifestou publicamente sobre o desfecho do encontro que evitou as demissões em massa na montadora, neste sábado (4), em São José dos Campos. Após mais de 9 horas de reunião, ficou decidido que a linha de produção do Classic vai continuar na planta joseense até o fim do mês de novembro.

De acordo com Luiz Moan, diretor de assuntos institucionais da empresa, nos próximos 60 dias serão negociadas flexibilizações junto aos representantes dos trabalhadores. “O caminho não são as demissões. O caminho é o diálogo com o Sindicato para que a gente possa trazer mais competitividade para a planta de São José dos Campos”, afirma.

Moan disse também que a montadora vai propor flexibilizações para solucionar a questão envolvendo os funcionários do setor MVA, que será desativado no fim de novembro. “Vamos colocar como proposta o banco de hora, a negociação da grade salarial, jornadas mais flexíveis, entre outros. Há um cardápio imenso de possibilidades que podemos negociar. É importante ressaltar que não temos nenhum projeto que possa ser alocado na unidade, mas nos comprometemos trazer uma negociação de investimento para a planta caso haja a possibilidade da vinda de um novo modelo para o Brasil”, explica.

Fonte: G1.com

Deixe um comentário