SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Desemprego deve continuar em 6%, estima diretor do BC

No boletim o BC aponta que economia brasileira tem mantido ritmo moderado de expansão nos cinco primeiros meses do ano

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, afirmou nesta sexta-feira (3) que a taxa de desemprego deve manter-se na casa dos 6% nos próximos meses e que os trabalhadores têm conseguido ganhos reais neste ano, o que mostra a firmeza do mercado de trabalho.

O diretor ponderou ainda que sinais de moderação apareceram na geração de emprego no primeiro semestre, mas que não há indícios de que o mercado de trabalho irá enfraquecer.

“A recuperação [econômica] no primeiro semestre foi bastante gradual. É natural que esses sinais de moderação também apareçam na geração de postos de trabalho. Sazonalmente, o desemprego tende a recuar no segundo semestre. E não há nada que indique no horizonte uma reversão no mercado de trabalho no Brasil”, afirmou Hamilton.

As declarações foram dadas na divulgação do Boletim Regional, publicação trimestral do BC, em Salvador.

Para Hamilton, a atividade econômica do país, em sua avaliação, deve ser retomada durante o segundo semestre deste ano e ao longo de 2013.

INFLAÇÃO

O diretor do BC afirmou ainda que o choque nas commodities alimentícias, causado pela seca prolongada nos Estados Unidos, não deve gerar impacto significativo sobre a inflação no Brasil. De acordo com ele, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) deve convergir para o centro da meta do governo neste ano.

“A inflação teve recuo substancial em junho deste ano”, disse.

No boletim o BC aponta que economia brasileira tem mantido ritmo moderado de expansão nos cinco primeiros meses do ano. A despeito dessa evolução, o ritmo de atividade tende a se intensificar neste semestre, sustentado pela demanda doméstica , avalia o BC no documento.

Fonte: Folha.com

Deixe um comentário