SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Brasileiro com nível superior é quem mais teme desemprego, diz CNI

No recorte por regiões, a Norte e Centro-Oeste e a Sul influenciaram o resultado, apresentando as maiores reduções, passando de 86,2 para 81,6 e de 77,2 para 74,2 respectivamente

O brasileiro está com menos medo do desemprego, segundo o IMD (Índice do Medo do Desemprego), divulgado nesta quarta-feira pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). O índice apresentou queda de 1,1% na comparação com setembro e de 2,6% quando comparado a dezembro de 2011, ano em que o PIB cresceu 2,7% –a previsão é de que em 2012 a expansão seja de cerca de 1%.

Já a faixa da população com nível superior foi a que apresentou a maior alta no IMD, de 77 para 81,9 pontos. Todas as outras apresentaram queda.

No recorte por regiões, a Norte e Centro-Oeste e a Sul influenciaram o resultado, apresentando as maiores reduções, passando de 86,2 para 81,6 e de 77,2 para 74,2 respectivamente. Já Sudeste e Nordeste apresentaram uma leve alta nesse índice, de 71,7 para 72,2 e de 74,5 para 75,0 respectivamente.

Segundo Renato Fonseca, da CNI, o fraco desempenho da economia neste ano atingiu mais os setores industriais. O emprego continuou preservado em outras áreas e o desemprego não foi sentido pela população.

A taxa de desemprego foi de 5,4% em outubro, segundo o IBGE, uma queda de 0,1% em relação ao mês anterior, a menor taxa para o mês desde 2002.

Já o ISV (Índice de Satisfação com a Vida), também medido na pesquisa, recuou 0,7% em dezembro, na comparação com setembro e se manteve no mesmo patamar que em dezembro de 2011.

Segundo Fonseca, os dois índices não se relacionam diretamente, o que explicaria as maiores quedas do ISV no Sul, Norte e no Centro-Oeste, com redução de 3,5% e 2,4%, respectivamente, a manutenção do patamar no Sudeste e um aumento sutil no Nordeste, de 104,4 em setembro para 105 pontos em dezembro.

Em relação ao grau de instrução, a faixa com nível superior foi a que apresentou a maior redução ISV, de 3,6 pontos. Já a faixa que possui o nível fundamental completo apresentou aumento de 1,1 ponto nesse índice. Aqueles com Ensino Médio completo tiveram redução de 0,8.

A pesquisa foi realizada pelo Ibope Inteligência com 2.002 pessoas entre 6 e 9 de dezembro em 142 municípios.

Fonte: Folha.com

Deixe um comentário