SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

2013 terá mais de 50 lançamentos; veja as novidades

O modelo, que chegará no meio do ano, será o primeiro a trazer o novo motor 1.0 três cilindros

 

Com o mercado brasileiro em alta, é fácil prever que 2013 será um ano movimentado na indústria automotiva. Mais de 50 modelos serão lançados ou remodelados ao longo do ano.

O primeiro semestre será marcado por hatches médios e compactos. Pelo menos quatro novidades irão acirrar a disputa no segmento.

A segunda geração do Hyundai i30 estreia em janeiro. O carro será mais equipado que o modelo atual e terá motor 1.6 flex. Os preços devem beirar os R$ 70 mil.

Logo depois, o fabricante lançará o HB20X, versão aventureira do compacto que chegou às lojas em setembro.

Em março, será a vez do 208. A novidade da Peugeot já está em fase de pré-produção na fábrica de Porto Real (Rio de Janeiro). O 207 nacional continuará em linha na versão hatch, mas as outras opções de carroceria (sedã, picape e perua) deixarão o mercado.

O Ford Focus terá mudanças no visual e no motor.

A versão 1.6 16v flex terá cerca de 130 cv. O veículo continuará sendo importado da Argentina nas versões hatch e sedã e terá opção do câmbio automatizado de dupla embreagem Powershift, o mesmo do novo EcoSport.

A Chevrolet esconde o jogo sobre o Trax, o utilitário esportivo compacto que foi apresentado no Salão de Frankfurt, em setembro. Contudo, o modelo é aposta certa para o mercado brasileiro.

A montadora não confirma, mas com a fabricação no México prevista para o próximo ano, é natural que o carro venha para brigar com o EcoSport e o Renault Duster. O nome por aqui deverá mudar para Tracker.

O que a GM não esconde é o lançamento da versão sedã do Onix, que chegará às lojas em fevereiro

Há muito mais novidades por vir, que vão de automóveis populares a até utilitários esportivos de R$ 500 mil.

 

VOLKSWAGEN UP!

A Volkswagen lançará em 2013 um modelo abaixo do Gol. Usando uma nova plataforma global de carros compactos, a novidade atende pelo nome de Up! e terá grande variedade de versões.

O modelo, que chegará no meio do ano, será o primeiro a trazer o novo motor 1.0 três cilindros, que também foi desenvolvido para rodar com etanol no Brasil.

 

LUXO

O mercado de luxo continua a se fortalecer no país. O segmento premium já tem suas estrelas escaladas para o ano que vem.

A Jaguar retornará ao segmento dos roadsters (conversíveis de dois lugares) com o F-Type, um esportivo de carroceria de alumínio e 510 cv.

A Land Rover trará a nova geração do Vogue, o jipão mais luxuoso da linha. Custará cerca de R$ 500 mil.

Com preço mais “modesto”, a nova geração do Mercedes Classe A (R$ 100 mil) chega para disputar espaço entre o novo Audi A3 e o BMW Série 1. O modelo perdeu o jeitão de minivan e ganhou linhas de cupê para atrair um novo público, formado por consumidores jovens.

 

SEDÃS

O segmento de sedãs também terá fartura de renovações, concentrada nos modelos médio-grandes.

A Honda trará a nova geração do Accord (preço estimado em R$ 100 mil), que virá do Japão para brigar com o mexicano Ford Fusion, cuja versão 2.5 flex começa a ser vendida em março.

Outro rival nessa faixa de mercado será o Nissan Altima, que foi apresentado no Salão de São Paulo, mas ainda não tem data de desembarque confirmada.

Entre os sedãs médios que partem de R$ 60 mil, há novidades como as versões 2.0 do Honda Civic (março), o novo Nissan Sentra (junho), a terceira geração do Kia Cerato (primeiro semestre) e o Renault Fluence reestilizado (segundo semestre).

A Citroën lançará a nova geração do Pallas. O modelo terá design mais sóbrio e abandonará excentricidades como o quadro de instrumentos no centro do painel e o volante de miolo fixo. As versões mais caras terão motor 1.6 turbo (165 cv).

O ano reserva também uma boa leva de marcas chinesas estreantes, como a Haima, a Rely e a Great Wall. Não faltarão opções em todas as faixas de preço, o que deverá garantir mais um recorde de emplacamentos.

 

Fonte: Folha.com

Deixe um comentário