Tribunal confirma sentença e Goiás Tintas e Colas terá que abrir as portas para o sindicato

SindMetal-GO já pode agendar a reunião para sindicalização dentro da empresa

A empresa Goiás Tintas e Colas (grupo acetona cruzeiro) finalmente reconheceu a derrota. Sua direção impediu que os representantes do SindMetal-GO sindicalizasse seus empregados no local de trabalho. O dispositivo legal está garantido também na Convenção Coletiva da categoria.

O SindMetal-GO obteve sentença favorável em primeiro grau. Inconformada a direção da Goiás Tintas e Colas recorreu ao TRT da 18ª Região e a sentença foi confirmada e transitada em julgado.

Além da garantia do acesso de seus assessores aos trabalhadores dentro da fábrica em horário normal de trabalho, a entidade sindical repassará aos empregados prejudicados o valor da multa que a empresa foi condenada por descumprir a convenção coletiva, tão logo os cálculos sejam concluídos pela justiça. “A prática de ato antisindical nas empresas é frequente. Que esse resultado sirva de exemplo para os empresários respeitarem os direitos dos trabalhadores, o caminho das pedras foi aberto”, comenta Roberto Ferreira, presidente do SindMetal-GO.

Veja Também:

> SindMetal-GO celebra o Dia Internacional da Mulher

> Integrantes do novo comando do SindMetal-GO participam do 52ª curso de Formação Sindical

> SindMetal-GO protocoliza pauta de reivindicações na Metalúrgica Rezende

Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário