SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

SindMetal-GO participa de reunião com ministra Delaíde Arantes

Delaíde falou sobre a reforma da CLT, o cancelamento do precendente 119, dentre outros temas

Na manhã desta segunda-feira (13), representantes do SindMetal-GO marcaram presença em uma reunião realizada pela Esuego (Entidades Sindicais Unidas do Estado de Goiás), na sede do Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores da Construção e do Mobiliário de Goiânia). O evento teve como objetivo discutir questões referentes ao movimento sindical.

Para isso, a convidada do dia foi a ministra Delaíde Alves Miranda Arantes, do Tribunal Superior do Trabalho. Em um curto período de tempo, a ministra falou sobre o precedente normativo 119, que desobriga os trabalhadores não sindicalizados das contribuições confederativa e assistencial.

“Sou a favor do cancelamento do precedente, sim. Mas, o TST não pode fazer isso sozinho”, afirmou a ministra durante sua explanação. “Acredito que o precendente normativo 119 deva ser cancelado. Mas, não posso garantir isso. O que eu posso garantir é que vou sugerir a discussão dele para a pauta deste ano”.

A ministra falou ainda sobre a contribuição assistencialista e a reforma da CLT. “Para mim a reforma da CLT é, sim, necessária. No entanto, antes de se dicutir qualquer coisa, é preciso haver a garantia de emprego ao trabalhador”, pontuou Delaíde. Para a jurista, o movimento sindical tem por obrigação contribuir para a politização e a conscientização do trabalhador.

Ao final, a ministra abriu o microfone para participações dos presentes. Vários dirigentes sindicais se manifestaram. Dentre eles, o presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira, que falou sobre a necessidade de se reavaliar a atuação dos dirigentes junto aos trabalhadores. “Hoje em dia, o trabalhador tem nojo do sindicato. E isso é nossa culpa”, asseverou Roberto.

Fonte: Assessoria de Comunicação SindMetal-GO

Deixe um comentário