SindMetal-GO firma mais um acordo coletivo de trabalho

Empregados da Fazam cruzaram os braços e conquistaram 13% de aumento

Nesta quinta-feira, 6 de junho, o comando de greve do sindicato dos metalúrgicos compareceu à Fazam Indústria Metalúrgica Ltda, onde os trabalhadores esperavam sua vez para participar do movimento paredista. A empresa que fica localizada em Goiânia, na saída para Trindade, tem cerca de 50 empregados que cruzaram os braços para reivindicar melhores salários e condições de trabalho.

Firmes, os metalúrgicos conquistaram 13% de aumento salarial neste que é o 11º acordo firmado pelo SindMetal-GO na Campanha Salarial de 2013. Para os empresários o Acordo Coletivo de Trabalho tem sido a melhor saída, já que o sindicato patronal (SIMELGO) tem atrasado a negociação da Convenção Coletiva de Trabalho.


Empregados da Fazam Metalúrgica comemoram acordo com 13% de aumento

As micro e média empresas – que representam 80% do setor- são as mais prejudicadas pela demora da CCT. Isso porque tem que pagar o aumento com data retroativa e ainda as multas que são geradas pelo pagamento dos encargos sociais acumulados durante o período.

O SindMetal-GO tem feito o papel de informar não só os trabalhadores de seus direitos, mas também aos empresários que não encontram esse respaldo em seu próprio sindicato. “Ao longo desses dias de greve o que temos encontrado são empresários desinformados sobre a negociação da convenção o que, algumas vezes, atrapalha a negociação dos acordos”, argumenta o presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira.


Presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira, conversa com trabalhadores durante paralisação

Em contrapartida, a categoria está muito bem informada e consciente de seus direitos e da real situação da economia brasileira e do crescimento da indústria de transformação em Goiás. “Os trabalhadores estão dando um show de consciência. Por onde passamos, a categoria está mobilizada e preparada para o movimento grevista”, explica Ferreira.

A greve geral dos metalúrgicos foi decretada em assembleia geral realizada na sede do sindicato no dia 27 de maio. Já as paralisações tiveram início na última segunda-feira, dia 3 de junho, devido ao feriado de Corpus Christi comemorado no dia 30 de maio.

Leia mais:
>> Greve apresenta resultados: mais dois acordos são firmados
>> Empregados da JK Montagens firmam acordo com 12% de aumento
>> SindMetal-GO firma acordo coletivo com a Metalúrgica Rezende

Fonte: Assessoria de Comunicação SindMetal-GO

Deixe um comentário