Programa de Proteção ao Emprego do Governo tem fracassado na categoria metalúrgica

Anunciado pelo Governo Federal como solução para o trabalhador brasileiro em meio à crise econômica, o Programa de Proteção ao Emprego (PPE) tem sido um verdadeiro fracasso. Nenhum dos três sindicatos de metalúrgicos da região do ABC Paulista e de São José dos Campos foi procurado por empresas interessadas em fazer acordo dentro do PPE.

O programa foi criado com o intuito evitar demissões e teve as regras divulgadas na quarta-feira, 22 de julho, no Diário Oficial da União. Ele permite a redução temporária da jornada de trabalho, com diminuição de até 30% do salário. Para isso, o governo arcará com 15% da redução salarial.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano, Aparecido Inácio, declarou em entrevista à EBC que a medida não assegura a manutenção do emprego, já que não garante a estabilidade pelo mesmo período que o trabalhador ficou no programa.

O sindicato de São José dos Campos também critica o período menor de estabilidade e se recusa a negociar nessas condições. Segundo a entidade, os salários já estão prejudicados pela atual situação econômica e pela inflação do Brasil.

Deixe um comentário