Pressionado pelo SindMetal-GO, Simelgo oferece contraproposta

Comissão de Negociação está avaliando o índice oferecido

Nesta segunda-feira (04 de abril de 2011), os representantes do Sindicato participaram da segunda reunião de negociação para a Convenção Coletiva de Trabalho de 2011/12. SindMetal-GO e Simelgo estiveram frente a frente para discutir as reivindicações feitas pelos trabalhadores da categoria.

Apesar do discurso do presidente do Simelgo, Orizomar Araújo Siqueira – que ressaltava o interesse e a disposição da entidade em negociar -, a entidade alegou que os empresários decidiram que não fariam novas propostas a respeito do índice de aumento salarial.

Presidente do Simelgo, Orizomar Araújo Siqueira, se contradiz em discurso

Revoltado com a demora nas negociações, o vice-presidente do SindMetal-GO, Antonio Carlos de Sousa, cobrou agilidade e compromisso do sindicato patronal, já que a data base venceu na última sexta-feira (1º de abril). “Vocês estão entrando em contradição”, afirmou Antonio Carlos.

Diante da pressão, os representantes do Simelgo fizeram uma contraproposta para o índice aumento salarial.

Agora, a Comissão de Negociação do SindMetal-GO estudará a proposta feita pelos representantes dos patrões. No entanto, não haverá consenso enquanto o índice de aumento salarial não for considerado satisfatório.

Vice-presidente do SindMetal-GO, Antonio Carlos de Sousa, reclama da intransigência dos empresários

Durante a reunião, Antonio Carlos também pressionou os empresários em relação aos cursos de qualificação profissional, que pelo descaso da entidade patronal, ainda não foram iniciados. Diante desta cobrança, o Simelgo prometeu uma resposta imediata.

Veja também:

>> Ocorre a primeira rodada de negociações com o Simelgo

>> Conheça o que é Convenção Coletiva

>> O que é data base?

Fonte: Assessoria de Comunicação do SindMetal-GO

Deixe um comentário