SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Pra não dizer que não falei do Dia do Trabalho

O dia 1º de maio não é apenas o dia do trabalho. Ele tem um significado especial que marcou profundamente a vida de todos nós. A data tem origem na primeira manifestação de protesto de 500 mil trabalhadores nas ruas de Chicago, nos Estados Unidos em 1886.

A luta, assim como hoje, era pela sobrevivência. Contra uma desumana jornada de trabalho de 18 horas por dia, por melhores condições de trabalho e salário. Centenas de trabalhadores foram cruelmente assassinados pela polícia e os oito cabeças do movimento, enforcados sumariamente em plena praça pública, sem qualquer chance de se defenderem.


Esta história ficou marcada para sempre em nossas mentes e nos nossos corações. O reflexo do poder do capitalismo americano refletiu e continua vivo no Brasil, e atualmente lutamos pelas mesmas bandeiras daquela época.

Com a data base da categoria vencida e sem perspectiva de uma proposta de aumento salarial decente por parte do famigerado Simelgo, neste 1º de maio não temos o que comemorar. Nosso sentimento é de revolta e protesto contra a situação e contra todos que fazem dos trabalhadores eternos escravos para manter o poder dominante nesse país.

O maior ensinamento que o primeiro de maio nos proporcionou foi que: viver é aceitar cada minuto como um milagre que não poderá ser repetido. Quem sabe faz a hora não espera acontecer…

SindMetal-Goiânia, o trabalho é a nossa marca!

Veja também: 

> Marcando presença na inauguração da sede própria do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão

> Para Dilma, trabalhador deve pagar pela crise que ela mesma criou

> Convenção dos empregados em oficinas mecânicas é fechada com aumento de 12%

Fonte: Núcleo de Jornalismo

Deixe um comentário