Meta Móveis também cai na fiscalização do Ministério do Trabalho por irregularidades

25/01/2016

Outra empresa do setor metalúrgico autuada pelo Ministério do Trabalho e Emprego foi a Metal Móveis Indústria e Comércio Ltda. Os auditores fiscais atenderam ao pedido do SindMetal-GO e, durante a fiscalização, constataram duas anormalidades que vinham sendo praticadas.

A empresa foi autuada por deixar de realizar a análise ergonômica do trabalho, que avalia os elementos que podem prejudicar os trabalhadores a nível físico ou psicológico através de doenças ou desconfortos. E, também, por deixar de efetuar uma avaliação quantitativa da exposição aos riscos ambientais, que deveria ser realizada sempre que necessário.

Sobre a queixa dos empregados pelo não pagamento do adicional de insalubridade, o MTE apontou a necessidade de se realizar uma perícia técnica no local, feita por um profissional habilitado e qualificado (médico ou engenheiro de segurança). Em relatório, o órgão afirmou que somente a análise das fichas de produtos químicos utilizados na empresa e do PPRA do estabelecimento não permitem inferir se o pagamento do adicional é um direito dos empregados.

Deixe um comentário