Governo registra pior desempenho de arrecadação em 5 anos

21/01/2016

Devido à forte recessão sobre a economia brasileira ocasionada pela crise politica do País, a arrecadação de impostos e contribuições federais registrou queda real de 5,6% em 2015. O número mostra que, apesar do aumento de vários tributos, a medida não conseguiu aumentar a arrecadação. É o segundo ano consecutivo de recuo na arrecadação.

Considerando a inflação oficial, a soma dos tributos foi de R$ 1,27 trilhão em 2015, o menor valor para um ano fechado nos últimos cinco anos. Segundo os dados do Fisco, a arrecadação refletiu o baixo nível de atividade econômica. A produção industrial recuou 7,7%, as vendas de bens e serviços caíram 7,75% e o valor em dólar das importações recuou 27%, mesmo com o aumento de 3,7% na massa salarial.

O governo começou a aumentar impostos em 2015 como parte do ajuste fiscal para tentar reequilibrar as contas públicas. Já no início deste ano, aumentaram os tributos sobre empréstimos, carros, cosméticos, cerveja, vinhos, destilados, refrigerantes, bancos, receitas financeiras das empresas, taxas de fiscalização de serviços públicos, gasolina, importações, exportações de manufaturados, entre outros.

Deixe um comentário