Goiânia fecha 2015 com aumento de 11,51% da cesta básica

13/01/2016

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) divulgou um estudo na última sexta-feira, 8 de janeiro, que mostra o percentual de aumento do valor da cesta básica em dezoito capitais brasileiras. Goiânia obteve uma das menores variações positivas entre as capitais pesquisadas: 11,51%. A pesquisa também mostrou a variação mensal em dezembro de 2015, que atingiu os 4,36%. O valor atualizado da cesta básica na capital, de acordo com o estudo, é de R$ 335,87.

A variação pode não ter sido tão alta como em outras capitais, a exemplo de Salvador (23,67%) e Curitiba (22,78%). Mesmo assim, o valor da cesta continua pesando no bolso do trabalhador goianiense, já que representa 46,33% do total do salário mínimo líquido pago no Brasil. Quase metade do salário vai para os gastos com alimentação. Para conseguir comprar os alimentos da cesta, o goianiense precisa trabalhar, pelo menos, 93 horas e 46 minutos.

Variação por item

Com uma variação de 44,09% em 2015, o feijão é o grande vilão da cesta básica em Goiânia. A batata vem logo em seguida, com um aumento de 21,11%, quase empatada com a banana, que subiu 21,06% na capital. Todos os itens essenciais do café da manhã também estão mais caros: o leite (1,49%), o café (9,14%) e o pão (3,08%). Considerando a variação mensal em dezembro de 2015, o tomate foi o item da cesta básica que sofreu o maior aumento: 22,84%.

Deixe um comentário