SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Funcionários da Assembleia Legislativa batem ponto e saem sem trabalhar

No último domingo, 27 de setembro, o jornal O Popular publicou denúncia de que alguns servidores da Assembleia Legislativa de Goiás registram a folha de ponto no início da manhã, mas vão embora logo em seguida, não comparecendo nos gabinetes. São os chamados “funcionários fantasmas”. Esses servidores, mesmo sem trabalhar, recebem salários que chegam a quase R$10 mil.

Os 41 deputados da Casa negam ter conhecimento do assunto. É o que mostra a matéria publicada, que flagrou 21 empregados saindo logo após passar o crachá. “A direção tomou várias medidas para coibir esses casos, o ponto está em local visível. Agora, se o cidadão bate ponto e vai embora para todo mundo ver é muito incorreto”, afirma o líder da bancada do PSDB, Gustavo Sebba, ao jornal.

Nesta segunda-feira, 28 de setembro, o Jornal Anhanguera 1ª Edição, exibiu uma reportagem baseada na denúncia de O Popular. Em um dos flagras, a repórter Renata Costa abordou a funcionária Edinair Maria dos Santos Moraes, que, segundo o Portal da Transparência, aparece lotada no gabinete do deputado Marlúcio Pereira da Silva com o salário de R$ 2 mil. Questionada sobre o fato de bater o ponto e não comparecer no trabalho, Edinair saiu correndo sem dar explicações.

Deixe um comentário