Enquanto Simelgo dorme, acordos são fechados com empresários do setor

Sindicato que atrasa não adianta. Empresários já não suportam mais esperar pelo Simelgo e ganham tempo e economizam dinheiro com acordos coletivos

Utilizando a faculdade do disposto no § 1º do artigo 611 da CLT, empresários do setor metalúrgico estão firmando acordos coletivos de trabalho com o sindicato da categoria profissional em favor de seus empregados. Essa realidade tem minimizado a cada ano a representatividade do Simelgo junto às empresas que representa.

Oito acordos já foram celebrados neste ano de 2014 por ocasião da data base da categoria (1º de abril). A demora premeditada para fechar a convenção coletiva onera as empresas. Além de ter que pagar as diferenças salariais dos meses excedentes de uma só vez, ainda arca com encargos trabalhistas com multa. Nesse caso, o feitiço vira contra o feiticeiro.

Momento de votação da contraproposta de aumento salarial feita aos trabalhadores

Veja os acordos fechados pelo SindMetal-GO em 2014:

01 – Kawamura Centro Automotivo Ltda. 10%

02 – Brasmom Indústria Metalúrgica Ltda. 11%

03 – Rocha Equipamentos Ltda. 12%

04 – L.R. Rocha Aparelhos Para Musculação 12%

05  N.S. Freitas Serviços Industriais Ltda. 11%

06 – José Alves & Magaine – Tecnox Ltda. 11%

07 – Jk Montagem e Cosntrução. 11%

08 – Cemix Comércio e Indústria de Materiais Ltda 11%

Outros acordos que se encontram em negociação deverão ser fechados no decorrer desta semana.

Veja Também:

>Sobe para oito o número de acordos já fechados pelo sindicato em 2014

>Simelgo repete a tática da demora. Trabalhadores podem ir à greve

>Em concorrida solenidade, nova diretoria do SindMetal-GO foi empossada

Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário