Energia e gasolina devem ficar ainda mais caras em 2015

O ano de 2015 será mais pesado para o bolso do brasileiro. Segundo estimativa do Banco Central, os principais itens afetados serão a gasolina e a energia elétrica. Enquanto o preço do combustível deve aumentar 9,1%, a alta estimada da conta de luz é de 41%. O gás de cozinha pode sofrer reajuste de 3%.

A previsão de aumento para a energia já era preocupante, mas o novo cálculo do Banco Central conseguiu ser mais assustador. No mês de maio, a estimativa era de que o aumento fosse de 38,3%, quase 3% a menos do que o novo número divulgado.

Já o preço da gasolina deve subir menos do que era esperado anteriormente. Em abril, o aumento previsto era de 9,8%. Resta saber se os míseros 0,7% a menos em relação ao índice anterior realmente fazem diferença no bolso do consumidor.

Em Goiás, a preocupação fica maior devido ao aumento na tarifa de água, que deve ocorrer a partir do dia 1º de julho. A estimativa inicial de 32,13% de acréscimo abaixou, mas ainda continua salgada. Agora, a conta deve aumentar 16%.

Deixe um comentário