Em greve há mais de um mês, professores ocupam a Câmara de Aparecida de Goiânia

Cerca de 30 professores da rede municipal de Aparecida de Goiânia ocuparam a Câmara de Vereadores do município na manhã desta terça-feira (9). Os docentes estão em greve desde o último dia 4 de maio e alegam que só sairão do plenário quando houver uma reunião com a prefeitura.

De acordo com a organização do movimento, os professores fazem parte de um grupo denominado “Comando de greve”, dissidente do Sindicado dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), órgão que representa a categoria. Entre as reivindicações da categoria estão: pagamento do piso salarial nacional, concessão de licença-prêmio, aumento do vale-alimentação e a progressão vertical, que permite o acesso de todos a cargos superiores, mediante avaliação de títulos.

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia informou que houve a tentativa de negociação com o movimento, mas acabou sem acordo devido á falta de dinheiro para atender às reivindicações. Esta não foi a única manifestação dos docentes neste mês. No último dia 4, cerca de 40 professores ligados ao “Comando de greve” montaram acampamento em frente à Prefeitura de Aparecida exigindo uma reunião com o prefeito Maguito Vilela (PMDB) para discutir propostas e o fim da paralisação, mas deixaram o local sem o encontro.

Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário