Dilma pode ter os próprios vetos rejeitados pelo Congresso

Às 19h desta terça feira, 21 de setembro, o Congresso Nacional irá decidir se aceita ou rejeita vetos importantes realizados pela presidente Dilma Rousseff. O reajuste salarial do Poder Judiciário, a isenção do óleo diesel, a dedução de Imposto de Renda a livros, o reajuste a aposentados e o fator previdenciário são os vetos pautados para a reunião.

Nos últimos meses, a presidente causou polêmica vetando propostas sugeridas pelo Congresso. Desta vez, estas propostas retornaram para a Câmara e podem ser negadas pelos parlamentares. Caso isso aconteça, será grande o impacto causado no orçamento do Governo, justamente no momento em que o Planalto tenta cortar gastos diante da crise. Confira os valores:

Poder Judiciário (reajuste salarial): Despesa de R$5,3 bilhões em 2016;

Isenção a óleo diesel (isenção de PIS/Cofins para o óleo diesel.): R$13,9 bilhões no ano que vem;

Dedução de IR a livros (que dá permissão para que professores descontem do imposto de renda gastos com a compra de livros): Até 2019, o impacto será de R$16 bilhões;

Reajuste aos aposentados: gasto de R$0,3 bilhão em 2016;

Fator previdenciário (regra 85/95): R$132 bilhões até 2035.

Todos os valores informados são de acordo com o Ministério do Planejamento.

Deixe um comentário