Alimentos Industrializados: praticidade que traz riscos à saúde das crianças

23/06/2016

Durante os seis primeiros meses, as crianças tem sua alimentação fundamentada no leite. Depois desse período, costuma-se introduzir a alimentação complementar acrescentando novas texturas e sabores. Mas, ao decorrer do crescimento, elas são ensinadas a consumir alimentos industrializados em decorrência da praticidade.

É aí que aparece o problema. Os produtos químicos presentes nesses alimentos são diversos (corantes, aromatizantes e conservantes) e podem acabar provocando doenças que chegam através do excesso de peso, comprometendo a saúde das crianças em sua fase de crescimento.

A pediatra Rosane Rassi recomenda acostumar às crianças, assim que as papinhas entrarem na dieta, com verduras, legumes, raízes e grãos integrais e sucos naturais, feitos da própria fruta. A médica afirma que não há necessidade de tirar por completo as guloseimas, mas evitar ao máximo o excesso do consumo de tais alimentos.

Deixe um comentário