Volkswagen cancela parada na produção em São Bernardo

A montadora também vai retomar a produção às sextas-feiras, a partir de hoje

Quatro dias após realizar o primeiro feirão de vendas com IPI reduzido, a Volkswagen cancelou a parada na produção prevista para a próxima semana.

A montadora também vai retomar a produção às sextas-feiras, a partir de hoje.

Desde maio, a Volks implementou a chamada “semana curta”, em que os funcionários trabalham de segunda a quinta-feira, para ajustar a fabricação de veículos à demanda do mercado.

As informações são de José Roberto Nogueira da Silva, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e coordenador-geral da Comissão de Fábrica e do Comitê Sindical de Empresa, na Volkswagen.

Procurada pela Folha, a companhia não comentou a informação até o encerramento desta edição.

No fim de semana passado, a Volkswagen registrou aumento de 30% nas vendas feitas na Grande São Paulo, em comparação com o feirão anterior, realizado em 14 e 15 de abril.

Fiat e GM informaram ter vendido cerca de 4.000 veículos no fim de semana. Antes, as vendas foram de aproximadamente 800 unidades.

REAÇÃO

O mercado de veículos começou a reagir no fim de semana, o primeiro após o pacote para o setor automotivo, anunciado no dia 21.

O governo zerou o IPI dos automóveis com motor 1.0 e reduziu à metade o imposto para modelos de maior potência. Segundo as montadoras, a tabela de preços foi reduzida em mais 2,5% e houve queda de 7% a 10% no preço final dos carros.

Os bancos também informaram que reduziram valor da entrada e juros e ampliaram prazos de pagamento.

“Não haverá mais necessidade de prosseguir com a 'semana curta'. Houve uma grande movimentação nos feirões de automóveis no fim de semana passado. Por isso, a tendência é que a produção volte à normalidade”, afirmou o sindicalista.

Silva disse que os estoques já começaram a baixar na fábrica. Neste fim de semana, a Volkswagen vai realizar mais um feirão no estacionamento da fábrica de São Bernardo do Campo.

Acordo entre a Volkswagen e o sindicato, aprovado pelos trabalhadores, permite flexibilizar a jornada usando o sistema de banco de horas. Pelo acerto, já foram feitas nove paradas neste ano.

Fonte: Folha.com

Deixe um comentário