Varejistas já fazem queima de estoque

Mesmo com a Copa do Mundo no Brasil, as vendas, principalmente de televisores, não atenderam as expectativas dos varejistas que esperavam um volume muito superior na procura pelo eletrodoméstico. Dados da Pesquisa Mensal de Comércio divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o apelo para a Copa do Mundo na venda de televisores não refletiu visivelmente nos resultados. Mesmo com o esforço publicitário, o volume vendido pelo comércio varejista teve queda de 0,4% em abril ante março. Na atividade de móveis e eletrodomésticos, o recuo foi de 0,1%.

“Nós estamos (com os dados deste ano) até abril. Acredito que as vendas de televisores, principalmente para essa Copa do Mundo, devem ter ocorrido mais recentemente, em maio, até junho”, disse o técnico da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE, Nilo Lopes .

A principal estratégia utilizada pelos varejistas para reverter a situação foi a tradicional queima de estoque. A coordenadora de marketing da Primetek, Jorgiane Batista, revela que a loja decidiu adotar a medida para tentar mudar o panorama atual e não ficar com produtos acumulados nos depósitos. Baixa nos preços

“Nós não tivemos a venda específica desejada para a Copa do Mundo. Por conta disso, depois da abertura do evento, nós resolvemos baixar ainda mais os preços”, afirma.

A loja informa que já tinha proporcionado desconto aos consumidores no período pré-Copa, mas, depois da estreia da seleção brasileira, baixaram ainda mais o preço. “Nós demos mais 30% de desconto nos televisores e já notamos uma baixa considerável em nosso estoque”, conta a coordenadora.

Além disso, Jorgiane revela que a varejista dividiu o valor do produto à vista em até 10 vezes sem juros como outra forma de atrair os consumidores. “O cliente ainda conseguiu o mesmo preço com desconto para parcelar várias vezes sem juros no cartão de crédito”, conta.

O administrador de empresas Jânio Rezende de Souza também aproveitou o desconto. “Decidi levar essa TV de 52 polegadas para ver a Copa do Mundo. Mas aproveitei também porque estava em promoção”.

“Eu já estava precisando comprar uma, aí quando vi a promoção não pensei duas vezes. Não assisti à abertura da Copa nela, mas não faz mal. Vou poder ver o resto e com todo o conforto lá da minha casa”, diz.

Fonte: O Hoje

Deixe um comentário