Trabalhadores da CSN aprovam proposta da empresa e desistem de greve

Os trabalhadores da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) em Volta Redonda (RJ) decidiram hoje, em assembleia, não entrar em greve

Os trabalhadores da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) em Volta Redonda (RJ) decidiram hoje, em assembleia, não entrar em greve.

Em votação, eles decidiram aceitar uma das propostas apresentadas pela empresa.

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, nenhuma das duas propostas era satisfatória, mas a classificada como número 1 “era a menos pior”. Ao todo, 6.686 pessoas votaram.

A proposta 1, feita pela CSN, foi a vencedora com 3.073 votos. Neste caso, a CSN se compromete a um ajuste salarial referente à variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de abril de 2011 a maio de 2012, de 4,88%, mais 1% de aumento real a partir de junho de 2012.

No acordo ficou acertado um ajuste de 10% no cartão alimentação, que passou a R$ 275 por mês e a participação do empregado foi reduzida de 10% para 5%. Também foi concedido um crédito extra de cartão alimentação, no valor de R$ 300, no mês de dezembro e houve um ajuste de 4,88% para o auxílio creche. A CSN se comprometeu a dar um kit escolar para os trabalhadores que têm filho até o nono ano escolar.

“Neste período em que a economia passa uma turbulência, acho que foi um acordo rezoável”, disse o presidente do sindicato, Renato Soares Ramos.

Fonte: Folha.com

Deixe um comentário