SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Sindicato e GM retomam negociação sobre futuro

Empresa planeja desativar produção no setor da linha MVA de montagem após 30 de novembro

A GM e o Sindicato dos Metalúrgicos iniciam nesta quinta-feira nova rodada de negociações sobre o futuro da fábrica de São José, como parte do acordo firmado no dia 4 de agosto, que evitou, temporariamente, a demissão de 1.840 funcionários.

Pelo acordo, 940 empregados vão ter o contrato de trabalho suspenso,medida denominada de “layoff”, a partir da próxima segunda-feira, até 30 de novembro. Outros 900 funcionários permanecem na linha MVA, na produção do Classic, único  em produção no setor.

A GM planeja desativar essa linha de montagem após 30 de novembro. A retomada das conversações sobre o destino dos excedentes e de um novo acordo para novos investimentos na fábrica local está agendada para as 15h, em São José dos Campos.

A GM já adiantou que só fará novos investimentos na planta joseense se o sindicato aceitar negociar flexibilização trabalhista, como  criação de banco de horas, nova grade salarial e redução salarial.

Por ser a primeira reunião, a direção do sindicato avalia que o encontro será para definição de uma agenda de negociações, uma vez que, pelo acordo de 4 de agosto, as partes vão conversar durante 60 dias.

“Acredito que primeiro vamos tratar das questões relacionadas ao ‘layoff’ e da definição de um calendário de conversações”, disse o secretário-geral do sindicato, Luiz Carlos Prates, o Mancha.

O sindicato reivindica da montadora que concentre em São José a produção do Classic, o Sonic (produzido na Coreia do Sul) e volte a fabricar caminhões no Brasil. A montadora já descartou essas propostas.

A GM  comunicou, por carta, os funcionários que irão para o sistema “layoff”. A previsão é que a maioria dos 940 trabalhadores que estava em férias coletivas até ontem terá o contrato de trabalho suspenso.Segundo o sindicato, a empresa também selecionou empregados de outros setores.

De hoje até sexta-feira, os funcionários selecionados para o “layoff” estarão de licença remunerada. Sexta-feira, o sindicato vai reunir o grupo.

Fonte: Diário de São Paulo (SP)

Deixe um comentário