Salário não ficará acima da inflação

Depois de oito anos de aumentos reais robustos para o salário mínimo no governo Lula, esse ano será a primeira vez que o reajute aprovado não contempla ganhos acima da inflação.

O aumento dado terá um impacto nas contas públicas de R$ 7,84 bilhões em 2011. Os 5 reais de diferença entre os 540 reais — valor em vigor por Medida Provisória desde 1º de janeiro — e os 545 reais será de R$ 1,36 bilhão.

Lula editou em dezembro a MP 516, fixando o mínimo em 540 reais, que teria impacto de R$ 6,48 bilhões junto ao INSS. Agora, a diferença para 545 reais custará mais R$ 1,36 bilhão. Mas no ano que vem, em 2012, o mínimo deverá subir para 616 reais.

A “novela” sobre o salário mínimo de 2011 começou em dezembro, quando Lula editou MP fixando o mínimo em 540 reais a partir de 1º de janeiro, com correção de 5,88%.

O problema é que a inflação cheia, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), foi de 6,47%, o que faria o valor ser de R$ 543. A presidente Dilma Rousseff decidiu “arredondar” o valor para 545 reais – uma diferença de R$ 2, ou de 0,38%.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário