SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Produção de veículos cresce 7% em fevereiro, diz o IBGE

A produção de veículos automotores cresceu 7,0% em fevereiro ante janeiro, sendo o principal impacto positivo no mês. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial geral avançou 0,4% no período. É o segundo mês consecutivo de alta na produção de veículos, que já havia registrado expansão de 9,1% em janeiro ante dezembro de 2013. O acumulado nos dois primeiros meses do ano, segundo o IBGE, é alta de 16,8%.

Esses resultados interromperam a trajetória negativa traçada pelo setor desde outubro do ano passado. No último trimestre, notou o instituto, as perdas na produção chegaram a 23,5%. Além de veículos, outras 18 atividades das 27 pesquisadas pelo IBGE tiveram incremento na produção.

Houve alta de 17,6% na produção de equipamentos e instrumentos médico-hospitalares (o segmento foi a segunda maior influência sobre o resultado da produção industrial). Também houve expansão de 5,1% na produção de bebidas, o terceiro maior impacto na taxa geral.

O setor de metalurgia básica registrou expansão de 2,8% em fevereiro ante janeiro, enquanto o de máquinas e equipamentos teve crescimento de 0,6% na produção em igual período. Entre as principais influências negativas figuraram a indústria farmacêutica, com queda de 9,7%, após registrar expansão de 30,8% em janeiro, e a indústria de outros produtos químicos, com recuo de 3,1%, após queda de 2,9% no primeiro mês do ano.

Bens de capital

A produção da indústria de bens de capital subiu 0,1% em fevereiro. Na comparação com fevereiro de 2013, o indicador mostrou alta de 5,0%, segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF). No acumulado de janeiro e fevereiro de 2014, houve alta de 8,0% na produção de bens de capital. Já no acumulado em 12 meses, foi registrada alta de 12,5%.

Em relação aos bens de consumo, a pesquisa registrou alta de 0,5% na passagem de janeiro para fevereiro. Na comparação com fevereiro de 2013, houve avanço de 7,4%. No acumulado do ano, a alta é de 1,7%, enquanto a taxa em 12 meses é nula (0,0%).

Na categoria de bens de consumo duráveis, o mês de fevereiro foi de alta de 3,3% ante janeiro, e de alta de 20,9% em relação a fevereiro de 2013. Em 12 meses, o resultado é de alta de 1,3%. Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve redução na produção de 0,1% em janeiro e fevereiro, e avanço de 3,6% na comparação com fevereiro do ano passado. Em 12 meses, a categoria tem recuo de 0,4%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que o indicador de produção teve aumento de 0,8% em fevereiro ante janeiro. Em relação a fevereiro do ano passado, houve avanço de 1,1%. No acumulado do ano, o instituto apontou queda de 0,8%, enquanto a taxa em 12 meses ficou em -0,1%.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário