Produção cresce, mas não recupera perdas

A produção industrial brasileira voltou a crescer em janeiro, mas a alta de 2,9% em relação a dezembro ainda não confirma uma retomada do setor. O resultado não foi suficiente para recuperar os dois meses anteriores de queda e a indústria nacional ainda opera 4% abaixo do patamar recorde de maio de 2011, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na passagem de dezembro para janeiro, os resultados positivos alcançaram todas as categorias de uso. Os destaques foram os setores farmacêutico, veículos automotores e máquinas e equipamentos. No entanto, analistas apontam que a expansão na produção ainda está muito concentrada no segmento de bens de capital – sobretudo caminhões e máquinas e equipamentos -, que deve mostrar um ajuste nos próximos meses, devido à redução dos estímulos para o setor.

RECUO

A produção da indústria como um todo recuou 2,4% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado, com 19 dos 27 ramos pesquisados mostrando diminuição no ritmo de produção. No acumulado de 12 meses, houve aumento de 0,5%. A evolução mais lenta da demanda doméstica e um cenário externo mais adverso explicam o momento de baixo dinamismo.

Embora alguns especialistas não estejam convencidos de que o cenário indique uma retomada no parque industrial, o horizonte para 2014 é favorável, apontou o economista-chefe do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), Rogério César de Souza.

Fonte: O popular

Deixe um comentário