SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Procon fará monitoramento de preços

Diante do aumento de R$ 0,10 nos preços dos combustíveis, o Procon Goiás começa hoje um monitoramento nos postos da capital. Em alguns estabelecimentos, a gasolina e o álcool, que eram encontrados por cerca de R$ 3,89 e R$ 2,89 o litro, respectivamente, estavam sendo comercializados ontem por R$ 3,99 e R$ 2,99.

O presidente do Sindiposto, José Batista, explica que a variação de preços nos 254 postos da capital é de R$ 3,59 a R$ 3,99, o que garante direito de escolha ao consumidor. Ele afirma que há livre concorrência no mercado, onde cada um determina seu preço. Mas a alta pode ter sido influenciada pelos tributos estaduais que vêm recebendo aumento constante.

Segundo José Batista, no dia primeiro de fevereiro teve aumento de três centavos por litro no valor do ICMS, já no dia 16 foram mais três centavos aumentados pelo tributo estadual. “Mais três centavos serão cobrados dia primeiro de março. Só esses aumentos somam R$ 0,09.

O mercado é uma gangorra, é preciso esperar três dias para ver se o preço irá se estabilizar ”, afirma. De acordo com a assessora geral do Procon-GO, Rosânia Nunes, a averiguação de preços iniciada hoje será comparada com os preços anteriores visando identificar o número de postos que praticaram o aumento, qual a justificativa e se há alinhamento de preços. “O consumidor deve pesquisar antes de abastecer para encontrar melhores condições”.

Sobre o aumento repentino no preço dos combustíveis em julho do ano passado, o Procon–GO informou que, dos 89 postos pesquisados, 84 foram multados. No total, foi aplicado R$ 1,245 milhão em multas. As empresas estão sendo notificadas e terão 30 dias para efetuar o pagamento, sob pena de inscrição na dívida ativa da Sefaz.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário