Presentes dos namorados e Copa variam até 130%

Segundo levantamento do Procon Goiás, pesquisar preços antes de comprar pode resultar em economia de até 56%

Aproveitando a proximidade do Dia dos Namorados com a Copa do Mundo, o Procon Goiás realizou pesquisa de preços de itens para presentear nas duas ocasiões e encontrou variações de preços significativas. A maior delas, na camiseta oficial da seleção brasileira, amarela, modelo torcedor. O item foi encontrado com preços que variam entre R$ 99,90 e R$ 229,99. A diferença é de 130,22%, ou exatamente R$ 130, o que significa uma economia que pode chegar a 56,56%.

A camiseta oficial (amarela), modelo passeio, pode custar de R$ 79,90 até R$ 179,90, com variação de até 125,16%. A bola oficial não obteve nenhuma variação nos preços. Para a realização da pesquisa foram consultados preços de 38 produtos em 17 lojas em Goiânia esta semana.

Ainda com relação aos produtos da Copa, a camiseta oficial da seleção canarinho, modelo jogador, teve variação de 75,08%, sendo vendida ao menor preço de R$ 199,90 e podendo chegar a R$ 349,99. Com relação aos eletrônicos, destacou-se o tablet Samsung Galax Note, tela 10”, Memo 16 Gb, Android 4.1, cuja variação foi de 25,02% – itens que apresentaram oscilação de preço entre R$ 1.599 e R$ 1.999.

Quanto aos preços praticados na venda de smartphones desbloqueados, a variação é bem menor. Contudo, se o consumidor não fizer a pesquisa, poderá pagar um valor bem acima da média de mercado pelo mesmo produto. É o caso do Samsung Galax S4 Mini Dual Android 4.2 Cam 8 MP, onde verificou-se que a média de preços da maioria dos estabelecimentos é de R$ 999. Porém, foi encontrado o produto com preços de até R$ 1.099, ou seja, uma variação de 10,01%, mas que pode significar uma economia ou prejuízo no bolso do consumidor de até R$ 100.

Em se tratando de perfumes importados, as variações podem chegar até 35,34%. É o caso do perfume feminino Paco Rabany – Lady Milion de 50 ml, no que o menor preço encontrado foi de R$ 249 e o maior chegando a custar até R$ 337. Para o perfume masculino Armani Code eau de toilet de 30 ml, os preços oscilaram entre R$ 221,70 e R$ 255,00, uma variação de 15,02%.

Já para as tradicionais cestas tamanho pequeno, os preços variaram entre R$ 80 e R$ 110, variação de 37,50%. Com relação a esse tipo de produto, mesmo sendo cesta do mesmo tamanho, o consumidor deve atentar não somente quanto ao preço, mas também em relação à quantidade e à qualidade dos produtos, que podem variar bastante. Com variação de 50%, um vaso de begônia pode custar entre R$ 40 e 60. Já um buquê de rosas com 12 unidades pode variar entre R$ 70 e 80. Ou seja, 14,29% de variação.

Controle do orçamento

A dica do Procon é a de que o consumidor deverá sempre adquirir um produto de pequeno valor, podendo pagar à vista e, ainda, avaliar a possibilidade de conseguir algum desconto. O órgão de defesa do consumidor orienta ainda sair às compras já com a definição do presente que se pretende comprar e, principalmente, sabendo quanto se poderá gastar. O Procon orienta também evitar parcelamento a longos prazos, pois imprevistos podem ocorrer e encargos de atraso no pagamento de compras parceladas podem chegar a 15% ao mês.

É necessário, porém, verificar o valor à vista e o montante final a ser pago, quais as taxas de juros que serão cobradas no parcelamento e, principalmente, quais as outras despesas que incidirão sobre o valor do bem financiado.

Menos casais vão se presentear este ano

Uma parcela maior de goianienses vai optar por não dar presentes no próximo dia 12. A constatação é da pesquisa de Intenção de Compras do Dia dos Namorados, realizada pelas Faculdades Alves Faria, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiás (CDL). A intenção de não presentear aumentou de 17,3%, em 2013, para 18,1% este ano.

Vestuário continuará sendo o presente mais procurado, com 38,3% das pessoas optando por estes artigos. Também estão entre as preferências os itens de perfumaria, opção de 15,3% das pessoas, calçados e complementos (11,8%) e celular (5,4%). Todos estes itens tiveram queda sobre o ano passado. Por outro lado, aumentou o número de pessoas que irão presentear com jantares românticos, flores e lingerie.

Na tarde de ontem, o casal de empresários Emily e Jean Machado passeava pelo Shopping Estação Goiânia, observando as lojas e pesquisando preços. Ela se antecipou e já comprou o presente do marido. “Encontrei uma promoção e já garanti com desconto.” Ele vai ganhar um notebook, mas ainda não se decidiu sobre o que dar a ela. “Ela quer uma bolsa e eu já estou pesquisando preços”, diz ele. Os preços estão mais salgados. “Encontrei o modelo que ela queria, mas está R$ 50 mais caro que no ano passado”, avalia.

Valor

Quando perguntados quanto deverão gastar com o presente de seus parceiros, 51,3% disseram gastar entre R$ 51 e R$ 140; 17,8% disseram gastar entre R$ 10 e R$ 50; 13,1% disseram gastar entre R$ 141 e R$ 180; 10,4%, entre R$ 240 e R$ 280, e 7% deverão gastar acima de R$ 281. O resultado mostra ligeira alta entre a preferência por presentes com preços entre R$ 51 e R$ 180. Quando perguntados como pagar, prevaleceu praticamente dinheiro, com 61% – queda de 2,9 pontos percentuais –, e cartão de crédito, com 35,8% – aumento de 14,2 pontos percentuais.

A pesquisa entrevistou 591 pessoas – 32% de homens e 68% de mulheres – entre os dias 20 e 25 de maio e apresenta, entre suas particularidades, que 4,9% das pessoas que irão se presentear são do mesmo sexo.

A preferência pelas características raciais moreno aparece como maior preferência com 39,9%, seguido de loiro, com 22,7%; negro, 15,4%; todos, com 12,9%, e ruivo, com 9,25. Quanto à nota dada pelos parceiros, todos passaram de ano, a nota ficou entre 7 e 9, com 56,2% das notas, mas, como ninguém é perfeito, apenas 11% deram nota 10 a seus parceiros.

O que se percebe desde o Natal de 2013 é que os shoppings vêm tirando a diferença que havia sido imposta pelas lojas de rua: em 2013, lojas de rua apareciam com 49,5%; em 2014 aparece com queda de 6,5 pontos percentuais – 43%; já os shoppings, em 2013, apareciam com 19,6%; em 2014 aparece com aumento de 11,9 pontos percentuais – 31,5%; camelódromos apontou queda em 2014 de 7,7 pontos percentuais.

Fonte: O Hoje

Deixe um comentário