Operador financeiro da Lava Jato é preso em Portugal

A polícia portuguesa cumpriu, na madrugada desta segunda-feira (21), a 25ª fase da Operação Lava Jato em Lisboa. O operador financeiro Raul Schmidt Felippe Junior, foragido desde julho de 2015, foi preso preventivamente. De acordo com informações do portal G1, esta foi a primeira operação internacional realizada pela Lava Jato.

Schimidt é suspeito de ser o responsável pelo pagamento de propina aos ex-diretores da Petrobrás Renato de Souza Duque, Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada. A prisão preventiva não tem prazo determinado para vencer. Raul Schimidt é brasileiro e também possui nacionalidade portuguesa.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), ele vivia em Londres, onde mantinha uma galeria de arte, e se mudou para Portugal após o início da operação, em virtude da dupla nacionalidade.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão envolvendo o investigado, mas os locais não foram informados. O nome de Raul Schmidt já havia sido incluído no alerta de difusão da Interpol em outubro do ano passado, segundo o MPF.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe um comentário