Novo levantamento mostra ampliação da bancada sindical no Congresso

A representação dos trabalhadores no Congresso é formada agora por 91 congressistas

Como foi afirmado quando o DIAP divulgou os números da bancada sindical eleita em 3 de outubro, agora atualizamos os dados, cujo levantamento preliminar identificou 68 congressistas – 62 deputados e seis senadores – que compunham a bancada sindical. Em novo levantamento verificou-se a ampliação da bancada.

Assim, a representação dos trabalhadores no Congresso é formada agora por 91 congressistas – 83 deputados e oito senadores. Desses, 47 disputaram a reeleição – 45 deputados e dois senadores. Renovaram seus respectivos mandatos 39 deputados; 52 são novos.

Foram barrados nas urnas: Anselmo de Jesus (PT-RO), Augusto Carvalho (PPS-DF), Chico D'Angelo (PT-RJ), assumiram, respectivamente os mandatos como suplentes; Edmilson Valentim (PCdoB-RJ), Emília Fernandes (PT-RS) e Fernando Lopes (PMDB-RJ).

Suplentes que assumiram: Policarpo (PT-DF); Paulo Rubem Santiago (PDT-PE); Nazareno Fonteles (PT-PI); e Fernando Marroni (PT-RS).

Carlos Abicalil (PT-MT) não teve êxito para eleição ao Senado; Cláudio Magrão (PPS-SP) não disputou nenhum cargo eletivo; Eduardo Valverde (PT-RO) ficou em terceiro na disputa do governo de estado; José Pimentel (PT-CE) foi eleito senador; Luiz Bassuma (PV-BA) disputou e perdeu o governo de estado; Paulo Rocha (PT-PA) disputou o Senado, mas sua candidatura está sub judice; Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) foi eleita senadora; Vignatti (PT-SC) perdeu a disputa pela cadeira de senador; Virgílio Guimarães (PT-MG) foi suplente de senador, cujo titular foi derrotado; e Walter Pinheiro (PT-BA) eleito senador.

Senado Federal
Na atual legislatura há oito representantes oriundos do movimento sindical na Casa. Desses, seis são novos – Randolfe (PSol-AP), Vanessa Graziottin (PCdoB-AM), Walter Pinheiro (PT-BA), José Pimentel (PT-CE), Marinor (PSol-PA) e Wellington Dias (PT-PI) – e irão se juntar ao reeleito Paulo Paim (PT-RS) e Inácio Arruda (PCdoB-CE), que tem mandato até 2015. A bancada sindical na legislatura 2007-2011 era composta por sete parlamentares.

Da bancada sindical que atuava na legislatura anterior no Senado, ficou fora Fátima Cleide (PT-RO), que não conseguiu se reeleger.

Os demais – Ideli Salvatti (PT-SC) disputou e perdeu o governo de estado; José Nery (PSol-PA) não se saiu bem nas urnas para vaga de deputado estadual; Marina Silva (PV-AC) concorreu ao Planalto e ficou em terceiro lugar; Tião Viana (PT-AC) ganhou o governo do estado. Como tem mandato até 2015, renunciou ao cargo para assumir o novo posto. O suplente que assumiu, senador Anibal Diniz, não tem atuação no meio sindical.

Fonte: DIAP

Deixe um comentário