SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Metalúrgicos fazem protesto na BR-369 por reajuste salarial em Cambé

Os Trabalhadores na área Metalúrgica de Cambé continuam em greve desde a última quarta-feira (23) e pedem reajuste salarial

Os trabalhadores de duas empresas de Cambé (16 km de Londrina) fazem um protesto às margens da BR-369 na manhã desta terça-feira (29). Eles estão em greve desde a última quarta-feira (23) e pedem reajuste salarial.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico, Sebastião Raimundo da Silva, explicou que os funcionários da Multimetal e MGL, localizadas no mesmo terreno da Avenida Gabriel Freceiro de Miranda, estão descontentes.

“O salário do empregado é baixo, há muito tempo o salário é pequeno. Pagam lá o salário mínimo da categoria e o empregado não aguenta porque tem gente de 15, 20 anos de casa ganhando R$ 1 mil”, disse.

Ainda em 2008, o sindicato encaminhou uma proposta às empresas pedindo aumento de 30%, plano de carreira com base no tempo de serviço e participação nos lucros. Ao longo dos anos, apenas o reajuste anual da categoria foi concedido, o que deixou a categoria indignada.

Segundo Silva, há necessidade também de melhorias nas condições de trabalho, já que o local é insalubre e traz consequências à saúde do trabalhador. Na última sexta-feira (25), aconteceu uma reunião com os representantes da empresa, mas só foi oferecido 5% de aumento salarial, o que mantém a greve por tempo indeterminado.

Fonte: odiario.com

Deixe um comentário