Metalúrgicos da Sical iniciam greve à meia-noite

São mais de 300 trabalhadores que se dizem insatisfeitos com os baixos salários da categoria. A empresa mantem uma produção em três turnos

Os metalúrgicos da Siderúrgica Catarinense de Criciúma iniciarão uma greve à meia-noite desta segunda-feira, por tempo indeterminado. São mais de 300 trabalhadores que se dizem insatisfeitos com os baixos salários da categoria. A empresa mantem uma produção em três turnos.

Os grevistas pedem 10% de aumento, cesta básica de R$ 120, plano de saúde e maior quantidade de leite. A greve foi aprovada na última semana, durante assembleia realizada no Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Criciúma e região (Sinmetal).

Francisco Pedro dos Santos, presidente do sindicato, esta reinvindicação não integra o acordo coletivo da categoria – que foi negociado em janeiro, quando a categoria aceitou o piso de R$ 940 e 10% entre INPC e ganho real. “Há muito tempo, os trabalhadores relatam em consenso que os índices negociados ainda não suprem suas necessidades e de suas famílias e, agora querem lutar para melhorar a sua qualidade de vida”, pondera.

Fonte: Engeplus.com

Deixe um comentário