Metalúrgicos da região aprovam pauta

O documento votado foi definido em plenária organizada pela FEM-CUT

Foi aprovada, ontem, em assembleia, a pauta com as cláusulas de reivindicação para a campanha salarial deste ano dos metalúrgicos da região. A categoria (103,9 mil trabalhadores), que pertencente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (São Bernardo, Diadema, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), se reuniu na regional Diadema do sindicato. A entrega da pauta aos patrões na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) será feita no dia 4.

O documento votado foi definido em plenária organizada pela FEM-CUT (Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT) com os sindicatos de São Paulo.

Nela constam reposição integral da inflação com aumento real, valorização do piso salarial, redução da jornada de trabalho sem diminuição de salários (de 44 para 40 horas) e ampliação e unificação dos direitos. Isto significa que além das cláusulas econômicas, voltarão ao debate as questões sociais em todos os grupos – 2 (máquinas e eletrônicos), 3 (autopeças, forjaria, parafusos), 8 (trefilação, laminação de metais ferrosos; refrigeração, equipamentos ferroviários, rodoviários entre outros), 10 (lâmpadas, equipamentos odontológicos, iluminação, material bélico entre outros), Estamparia e Fundição, reunindo cerca de 200 mil trabalhadores.

O presidente do sindicato, Rafael Marques, alertou para o fato de as montadoras, da mesma forma que no ano passado, não estarem nas rodadas de negociações, pois firmaram acordos ou estão em processo de definição. “Isso não significa que não teremos a solidariedade dos companheiros nestas empresas. Ao contrário, da mesma maneira que aconteceu no ano passado, a participação de todos estará garantida”, destacou.

Fonte: Diário do Grande ABC

Deixe um comentário