Mercado vê inflação de 9,12% para 2015

Economistas de instituições financeiras aumentaram mais uma vez a perspectiva para a inflação este ano. A pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira (12) mostrou que, para o final deste ano, a estimativa para a alta da inflação é de 9,12%, contra 9,04% na pesquisa anterior, na 13ª semana seguida de piora da estimativa.

Para o final de 2016, a pesquisa apontou ligeiro ajuste para baixo na alta do IPCA pela segunda semana seguida, a 5,44%, contra 5,45% antes.

Na semana passada, o IBGE informou que a inflação oficial brasileira acelerou a 0,79% em junho, na maior alta em quase 20 anos para esse mês, atingindo em 12 meses 8,89%.

Para o comportamento do PIB neste ano, os economistas do mercado financeiro mantiveram a previsão para uma retração de 1,50%. A última estimativa do mercado era de um recuo de 1,49%. Se confirmado, será o pior resultado em 25 anos, ou seja, desde 1990 – quando foi registrada uma queda de 4,35%.

A estimativa do mercado se equipara à do próprio Banco Central que, há duas semanas, admitiu que o IPCA deve ficar em 9% este ano, estourando a meta do governo, que é de até 6,5%.  Segundo o BC, a probabilidade de a inflação ficar acima do teto do sistema de metas, em 2015, é de cerca de 99%.

Juros

Os especialistas consultados passaram a ver a Selic a 12,25% no final de 2016, contra 12,06% na mediana das projeções da pesquisa anterior.

Para o final deste ano, a perspectiva continua sendo de Selic, que atualmente está em 13,75%, a 14,50%. Para a reunião do final deste mês do Comitê de Política Monetária (Copom), permanece a expectativa de alta de 0,50 ponto percentual.

Fonte: G1

Deixe um comentário