Mecânicos de Joinville aceitam reajuste de 7,5% e piso de R$ 737

A categoria foi a primeira das quatro maiores da cidade a definir as negociações salariais

Depois de algumas conversas, os cerca de 20 mil trabalhadores da categoria mecânica de Joinville acertaram como deve ficar suas próximas folhas de pagamento. Os funcionários aceitaram um reajuste salarial de 7,5%, com ganho real de 1,2%, e piso salarial de R$ 737.

A decisão foi tomada nesta quinta-feira em uma assembleia que aconteceu na sede do sindicato dos mecânicos de Joinville e região e, como a data base da categoria é 1º de abril, começa a valer a partir da próxima folha.

Os mecânicos foram a primeira das quatro maiores categorias da cidade a definir as negociações salariais. Metalúrgicos, plásticos e comerciários, que tem a data base até maio, ainda estão em fase de negociação.

Os metalúrgicos participaram de uma reunião da delegacia regional do trabalho com o sindicato patronal para tentar um avanço nas negociações, sem sucesso. Os empregadores insistem em manter proposta de aumento de 7,5% e piso de R$ 750, que já foi negada pela categoria.

Na próxima quinta-feira, o Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista) terá uma assembleia para definir uma contraproposta para os funcionários do comércio. O sindicato dos trabalhadores do comércio de Joinville e região quer 10% de aumento real mais o reajuste da inflação e piso de R$ 1 mil.

Já o plásticos  deve fechar negócio no próximo dia 30, quando uma assembleia entre os trabalhadores do setor votará a proposta dos empregadores de 8% de aumento e mais piso de R$ 759.

Fonte: A notícia

Deixe um comentário