Inflação de Goiânia deve subir

A inflação pode subir nos próximos meses. A opinião é do economista Marcelo Eurico de Sousa, gerente de Pesquisas Sistemáticas e Especiais do Instituto Mauro Borges (IMB), da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), que divulga a inflação da capital medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC Goiânia).

De acordo com ele, a pesquisa de preços que está em andamento para o cálculo da inflação de março já percebeu os fortes reajustes de preços, que extrapolaram aspectos sazonais, como a influência do clima. Marcelo informa que o repolho subiu 37% nos dois primeiros meses do ano e a banana prata está 29% mais cara, segundo o IPC. Em fevereiro, o preço médio da laranja pêra estava em R$ 1,42 contra R$ 0,94 no mesmo período do ano passado. A melancia passou de R$ 1,05 para R$ 1,48.

Para Marcelo, as promoções dos supermercados precisam ser levadas em conta, principalmente pelo consumidor de baixa renda, assim como a hora da xepa nas feiras livres, quando os preços caem bastante. Além disso, é melhor mudar de hábitos e substituir alguns produtos.

Feirante há 27 anos, Maria Perné diz que nunca tinha visto uma situação como essa. Para ela, uma das dificuldades é a falta de mão de obra no campo, que está fazendo a produção cair. “Quem plantava 1 hectare, hoje planta meio e a produção diminui.”

Fonte: O Popular

Deixe um comentário