Hypermarcas anuncia investimentos em Goiás

O Grupo Hypermarcas vai investir R$ 500 milhões, este ano, na sua indústria de medicamentos Neo Química, localizada no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), e nas indústrias de higiene, beleza e limpeza (Assolan), em Goiânia

O Grupo Hypermarcas vai investir R$ 500 milhões, este ano, na sua indústria de medicamentos Neo Química, localizada no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), e nas indústrias de higiene, beleza e limpeza (Assolan), em Goiânia.

Do total, R$ 200 milhões serão aplicados na ampliação da área construída da empresa em Anápolis, possibilitando a expansão da produção de medicamentos, se tornando a maior indústria farmacêutica da América Latina. Os outros R$ 300 milhões serão destinados para as unidades da Assolan, em Goiânia.

O anúncio foi feito ontem pelo presidente do grupo, Cláudio Bergamo, durante almoço com o governador Marconi Perillo, no Palácio das Esmeraldas.

Conforme O POPULAR publicou no mês passado, a empresa vai concentrar, a partir de 2012, toda a produção do segmento OTC – medicamentos que não exigem prescrição médica. Para tanto, o grupo vai transferir para Anápolis a fabricação de medicamentos como o Rinosoro, Benegrip, Lisador e Tarine, hoje produzidos pelo Farmasa, de São Paulo, e DM Farmacêutica, de Barueri, laboratórios paulistas que serão desativados.

Outros


Além dos investimentos de R$ 200 milhões na Neo Química, a Hypermarcas pretende aplicar mais R$ 300 milhões em outras áreas estratégicas do grupo em Goiás, como as indústrias de produtos de limpeza, higiene e beleza (Assolan). Contudo, a diretoria da empresa não antecipou quais são esses projetos.

Cláudio Bergamo afirmou que a companhia tem concentrado todas as suas operações relacionadas aos negócios da indústria farmacêutica em Anápolis, no intuito de fazer com que Goiás abrigue a maior indústria farmacêutica da América Latina em produção, em área, em diferentes tipos de tecnologia e logística.

O novo centro de distribuição da empresa já está em fase pré-operacional e deve ser inaugurado em junho. “Será um centro de distribuição de primeiro mundo. Dele distribuiremos todos os nossos produtos para o País inteiro.”

Bergamo disse que a concentração dos investimentos da empresa em Goiás se deram em razão da boa localização logística, do desenvolvimento econômico do Estado dos incentivos fiscais, por meio dos programas Fomentar e Produzir.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário