Funcionários da Mercedes também fazem paralisação em SP

Funcionários da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, paralisaram as atividades ontem por 24 horas em protesto contra a demissão de 244 metalúrgicos que estavam em “layoff” (suspensão temporária do contrato de trabalho).

Os cerca de 10,5 mil trabalhadores da Mercedes se unem aos 13 mil funcionários da Volkswagen que também estão em greve em São Bernardo contra a demissão de 800 colegas de trabalho. No caso da Mercedes, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, diz que a cada dia ocorrerá uma ação diferente com o intuito de pressionar a montadora para recontratar os demitidos.

Segundo a Volks, “representantes do sindicato tentavam acessar a força as áreas de desenvolvimento de produto, local de acesso restrito em razão da confidencialidade, para a retirada de empregados que não aderiram ao movimento grevista”.

O presidente da Anfavea, Luiz Moan, esteve com ministros em Brasília, mas não houve proposta do governo e as negociações serão feitas entre montadoras e sindicatos.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário