FMI prevê queda de 1% da economia brasileira em 2015

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma contração de 1% da economia brasileira para 2015, uma redução importante em relação a sua última previsão. Em janeiro, o órgão dava conta de um crescimento de 0,3% para o PIB do país.

A estimativa atual é 2,4 ponto percentual menor que a divulgada no relatório de outubro do ano passado, quando a previsão de crescimento foi rebaixada de 2,0% para 1,4%. Em abril de 2014, o Fundo havia estimado alta de 2,7% para 2015 e, em janeiro do ano passado, de 2,8%.

Em relatório publicado neste sexta-feira (10), o Fundo defende que a retração será puxada por política fiscal e monetária mais rígida e pelos cortes de investimentos na Petrobras, em um momento de queda na atividade visto desde 2014.

Ajuste fiscal

“A implementação bem sucedida do ajuste fiscal e outras medidas devem contribuie para fortalecer a confiança e ajudar a revigorar os investimentos no fim de 2015, proporcionando a base para o retorno de um crescimento positivo em 2016”, concluiu o FMI. Para o próximo ano, o órgão projeta um crescimento de 0,9%.

O Fundo destacou que o desenvolvimento do país está condicionado a riscos como um racionamento de energia e água ocasionado pela estiagem e desdobramentos das denúncias de corrupção na Petrobras, além de um ambiente externo mais adverso.

Ainda segundo o relatório, o Brasil foi bem sucedido em reduzir o desemprego, a pobreza e a desigualdade nos últimos anos, embora a alta inflação e a deterioração das contas públicas impõem “desafios difíceis”, enquanto riscos externos também pesam no cenário.

Para a cúpula de diretores do órgão, a política monetária deve permanecer rígida e o esforço das autoridades em perseguir a meta de inflação é digno de elogios, assim como a prontidão em tomar novas medidas para não colocar em risco esta meta.

Fonte: G1

Deixe um comentário