Emprego na indústria tem queda em julho, diz CNI

Indicador atingiu a marca de 45 pontos, contra 45,2 no mês anterior. Produção da indústria bateu a marca de 48,8 pontos, contra 39,6 em junho.

O emprego e a produção da indústria tiveram queda em julho, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador de emprego ficou em 45 pontos no mês passado, enquanto o de produção foi de 48,8 pontos.
Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem. Segundo a CNI, valores abaixo de 50 pontos apontam retração da produção e do número de empregados. Os resultados de junho, ainda de acordo com a CNI, significam que houve baixa atividade do setor no mês.Somente as grandes empresas tiveram alta na produção, com 51,5 pontos em julho. Nas pequenas empresas, o índice ficou em 45,6 pontos e, nas médias, em 46,6 pontos.
O nível de utilização da capacidade instalada cresceu de 69% em junho para 70% em julho.
A pesquisa também avaliou o volume de estoque indesejado, apontando que houve redução de excessos: o indicador de estoque efetivo em relação ao planejado alcançou 51,5 pontos em julho, pouco abaixo dos 52,1 pontos em junho.
“A indústria mostra queda na produção e emprego, estoques indesejados e elevada ociosidade”, diz a pesquisa.
Próximos meses
Segundo a pesquisa da CNI, a perspectiva dos empresários é de redução do emprego e das exportações. Em agosto, o indicador de expectativas para os próximos seis meses para o número de empregados ficou em 48,5 pontos. O indicador de quantidade exportada ficou em 48,8 pontos. Os números abaixo da linha divisória dos 50 pontos indicam previsões negativas, explica a CNI.
Já o indicador de expectativa para os próximos seis meses sobre a demanda alcançou 54,9 pontos. O de compras de matérias-primas bateu 52,1 pontos.

Deixe um comentário