Dólar opera em forte queda, abaixo de R$ 3,70

O dólar opera em forte queda nesta sexta-feira (4), após ter recuado com força frente ao real na véspera, renovando a menor cotação do ano. O câmbio é influenciado por intensos ruídos sobre o cenário político brasileiro e pela Operação Lava Jato, que hoje deflagrou a 24ª etapa, com a investigação centrada no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Às 9h10, a moeda norte-americana caía 2,86%, a R$ 3,6931. Veja a cotação do dólar hoje.

De acordo com a Reuters, a divisa atingiu R$ 3,6876 na mínima, com queda de 3% e no menor patamar intradia desde 1º de setembro de 2015 (R$ 3,6192).

Na véspera, o dólar teve queda de 2,19%, a R$ 3,8022 – menor patamar em quase três meses. No dia 10 de dezembro de 2015, o dólar terminou a sessão a R$ 3,8005. Na primeira semana de março, o dólar recua 4,88%. Em 2016, a moeda dos EUA acumula queda de 1,19%.

Cenário político
O mercado brasileiro tem sido intensamente influenciado pelo noticiário político. Muitos operadores entendem que vem crescendo a chance de afastamento da presidente Dilma Rousseff, algo que tem provocado reações favoráveis no mercado, enfraquecendo o dólar, segundo a Reuters.

“Está crescendo no mercado a aposta de que Dilma não vai terminar seu mandato”, disse o economista da 4Cast Pedro Tuesta à agência. Ele ressaltou, porém, que o quadro é bastante incerto e um eventual impeachment pode dificultar o reequilíbrio da economia brasileira.

Ação do BC
Nesta manhã, o Banco Central fará mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em abril, que equivalem a US$ 10,092 bilhões, com oferta de até 9,6 mil contratos.

Fonte: G1

Deixe um comentário