Déficit da Previdência avança 28% até abril, para R$ 21 bilhões

Números foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Previdência. Somente em abril, resultado negativo somou R$ 6,18 bilhões, diz governo

O déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sistema público de previdência que atende aos trabalhadores do setor privado no país, somou R$ 6,18 bilhões em abril deste ano, com alta de 8,5% frente ao mesmo período do ano passado, informou o Ministério da Previdência Social nesta quinta-feira (6).

De janeiro a abril deste ano, ainda de acordo com dados oficiais, o déficit da Previdência Social totalizou R$ 21 bilhões, com crescimento de 28% frente aos quatro primeiros meses de 2012 (R$ 16,4 bilhões). Os números foram todos corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

De acordo com o secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim, o aumento do déficit do INSS, nos quatro primeiros meses deste ano, está relacionado com um crescimento menor das receitas neste ano, além da elevação das renúncias previdenciárias (por conta do reajuste do Simples e da desoneração das exportações de produtores rurais), do aumento de concessões de aposentadorias no setor rural e do crescimento do salário mínimo – que eleva o valor do pagamento de benefícios previdenciários.

Arrecadação e pagamento de benefícios

O pagamento de benefícios previdenciários somou R$ 113 bilhões de janeiro a abril deste ano, o que representa um aumento de 7,4% frente ao mesmo período do anterior (R$ 105,2 bilhões).

Ao mesmo tempo, a arrecadação líquida do INSS somou R$ 92 bilhões no primeiro quadrimestre deste ano, o que representa uma elevação de 3,5% frente ao mesmo mês de 2012 – quando totalizou R$ 88,8 bilhões.

Pagamento de benefícios e valor médio

O Ministério da Previdência Social informou ainda que, em abril deste ano, foram pagos 30,3 milhões de benefícios, sendo 26,2 milhões previdenciários e acidentários e, os demais, assistenciais. Isso representa um crescimento de 3,7% frente ao patamar registrado em abril deste ano. Somente as aposentadorias somaram 16,9 milhões de benefícios.

Já o valor médio real dos benefícios pagos pela Previdência Social somou R$ 907 de janeiro a abril deste ano – com crescimento de 0,7% frente ao mesmo período do ano passado (R$ 900,54). Segundo o governo, a maior parte dos benefícios (69,7%), incluindo os assistenciais, tinham valor de até um salário mínimo, o que representa um contingente de 21,2 milhões de benefícios.

Desoneração da folha de pagamentos

O secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim, informou que a desoneração da folha de pagamentos, que já vale para 42 setores da economia brasileira, elevou o déficit do INSS em R$ 3,7 bilhões no ano passado.

Segundo ele, R$ 1,79 bilhão foram repassados pelo Tesouro Nacional ao INSS ainda em 2012 por conta da desoneração da folha de pagamentos. Em abril deste ano, a Previdência Social recebeu outros R$ 1,91 bilhão, informou ele. Sem este pagamento, o déficit do INSS ficaria ainda maior no mês retrasado, e também de janeiro a abril deste ano.

Fonte: G1

Deixe um comentário