Crescem pedidos para antecipar restituição do IR

Dados apresentados por bancos em Goiás dão sinal de que a população está mais endividada este ano. Pouco mais de dois meses após o final do prazo para a entrega da Declaração de Imposto de Renda (IR) de 2014, o número de correntistas no Estado que pediram para antecipar o valor da restituição do tributo já é maior em duas das principais instituições financeiras. A antecipação é um serviço de crédito oferecido pelos bancos que ofertam ao contribuinte o valor a que ele tem direito na restituição do IR, antes que a Receita libere os pagamentos.

No Itaú, nos primeiros 59 dias úteis após o início da oferta, as contratações locais do serviço aumentaram 85%, na comparação com o mesmo período de 2013. Já na Caixa Econômica Federal (CEF), são 9,2% a mais de pedidos de restituição este ano, num total de 2.223 operações e R$ 5,36 milhões, o equivalente a 16,5% de crescimento no valor.

“Na minha avaliação, este é um dado ruim, porque é reflexo do alto endividamento da população neste ano”, afirma o economista Marcus Antônio Teodoro Batista, que é mestre em Finanças e professor. Dados da Federação do Comércio de Goiás (Fecomércio-GO) comprovam a análise do especialista. De janeiro a maio de 2014, o número de famílias com dívidas a pagar esteve maior em todos os cinco meses, em comparação com o ano anterior.

PRIMEIRO LOTE

O primeiro lote de restituição do Imposto de Renda para Pessoa Física foi liberado no último dia 16. Em Goiás, 41,5 mil pessoas estavam nesta parcela e receberam cerca de R$ 58,6 milhões, segundo dados da Delegacia da Receita Federal em Goiânia.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário