SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Cresce renda da população negra no País

A soma de salários dos negros (inclui pardos) passou de R$ 158,1 bilhões em 2002 para R$ 352,9 bilhões em 2012

São Paulo – A renda da população negra no Brasil cresceu em um ritmo cinco vezes maior do que a da não negra nos últimos dez anos. A soma de salários dos negros (inclui pardos) passou de R$ 158,1 bilhões em 2002 para R$ 352,9 bilhões em 2012 – incremento de 123,2%. Entre a população não negra (brancos e amarelos), também houve aumento na soma dos rendimentos, mas em ritmo menor: 21,1%. Passou de R$ R$ 272,1 bilhões para R$ 329,5 bilhões.

Os dados constam em estudo do projeto Vozes da Classe Média, realizado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos, da Presidência da República, em parceria com o instituto Data Popular. Com a maior participação no mercado formal de trabalho (carteira assinada e direitos trabalhistas), mais acesso à educação e mais facilidades em conseguir crédito para o consumo, essa população viu a renda melhorar.

Classe média

“A expansão da classe média foi resultado da entrada de grupos sociais menos privilegiados, como o dos negros, e da redução das desigualdades. Oito em cada dez entrantes da classe média, a mais heterogênea das classes econômicas, são negros”, diz Renato Meirelles, diretor do Data Popular. A classe média representa 52% da população brasileira, e a baixa, 28%. Na classe alta, estão os demais 20%. Pertencem à classe média famílias com renda per capita de R$ 291 a R$ 1.019.

Fonte: O Popular (GO)

Deixe um comentário