Contribuinte já pode checar se caiu na malha fina

Quem enviou a declaração do Imposto de Renda (IR) 2014 dentro do prazo já pode checar se está na malha fina do Fisco. A Receita Federal concluiu o processamento de todos os 26,8 milhões de documentos entregues até o dia 30 de abril e se prepara para liberar o primeiro dos sete lotes de restituição do ano.

Corrigir as pendências antes de ser convocado pela Receita para prestar esclarecimentos é o melhor que o contribuinte tem a fazer. Quem cair na fiscalização poderá pagar multa ao Fisco.

ERRO

O principal erro que leva à malha fina é a omissão de renda, quando o contribuinte não declara valores recebidos no ano anterior ao da declaração por ele ou por seus dependentes.

A consulta a essa primeira leva de devoluções deve estar disponível na próxima segunda-feira, dia 9. Idosos e portadores de doenças graves ou deficiências têm prioridade. Depois a ordem fica diretamente ligada à data de entrega. Quem declara com certificado digital também recebe a restituição mais rapidamente. Os primeiros contemplados receberão o dinheiro no dia 16 de junho.

Para saber se há pendências que bloqueiam a restituição (ou implicam maior saldo de imposto a pagar), o contribuinte deve acessar o centro virtual do Fisco, chamado e-CAC. Lá, é possível consultar um extrato online, que mostra eventuais erros.

O motivo principal da malha fina é a omissão de rendimentos do declarante ou de seus dependentes. Qualquer ganho do dependente deve ser declarado, mesmo que fique abaixo do valor de obrigatoriedade. Isso porque os rendimentos serão somados ao do contribuinte e só então tributados.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário