Consumidor busca saídas para economizar na compra

Com um aumento de quase 13% no preço do quilo do chocolate para ovos no varejo este ano, o consumidor terá de buscar alternativas para não sobrecarregar o orçamento nesta Páscoa. Para isso, além da tradicional pesquisa de preços, a substituição deve ser uma prática bastante adotada no período. Lojistas e supermercadistas já esperam que parte dos clientes migre de marcas mais caras para outras mais econômicas.

Há também uma parcela que recorrerá a produtos artesanais para pagar menos. Em casos mais radicais, há os que trocarão o tradicional ovo por outros tipos de chocolates, como caixas de bombons ou barras. Segundo informações da Nielsen, empresa de pesquisas de mercado, as caixas de variedades de chocolates concentram 40% das vendas durante a Páscoa.

Para o analista de mercado Stephanie Biglia, da Nielsen, a caixa de bombons se torna ainda mais atraente para o consumidor neste período, porque geralmente entra em promoção.

Assustada com os preços encontrados nas lojas que percorreu, a consumidora Laura Macedo está tentada a substituir os ovos de Páscoa por caixas de bombons ou barras de chocolate. Ela afirma que ainda está pesquisando opções para presentear os filhos, mas deixa claro que não está disposta a desembolsar pelos atuais valores de mercado.

A aposentada Genesi Rodrigues da Silva, 61, também buscou uma alternativa e decidiu encomendar os chocolates de uma vizinha. Ela pagará cerca de R$ 15 pelo mesmo tamanho que encontrou a R$ 45 nos supermercados, uma economia de quase 70% na unidade. “Encomendei 20 ovos. Ninguém vai ficar sem presente de Páscoa este ano. Fiquei muito feliz”, comenta Genesi, que vai presentear todos os netos, sobrinhos e afilhados este ano.

A professora de produção de chocolates Liliana de Jesus Almeida diz que existe uma supervalorização do produto por parte das marcas. Ela exemplifica com uma situação concreta. “Com R$ 20 é possível comprar uma barra de 500 gramas de chocolate nobre, produzir dois ovos e embalá-los, contando ainda com os gastos de energia. Esse mesmo ovo custa no mercado entre R$ 49 e R$ 69 a unidade. É um assalto”, afirma a professora, que produz ovos de 350 gramas por cerca de R$ 25 a R$ 35.

ENCOMENDAS

A microempresária Silene Palomino também tem recebido encomendas de quem quer fugir dos altos preços de mercado. Segundo ela, os mais pedidos são os ovos de chocolate com recheio para comer de colher, entre 250 gramas e 350 gramas, com custo de R$ 25 a R$ 35. E ainda garante que a qualidade é tão alta quanto a dos industrializados.

A proprietária da Richesse Confeitaria, Rita de Cássia Faria, diz que a variedade de opções e preços é essencial para atrair os mais diversos tipos de clientes. Além dos ovos de Páscoa tradicionais e encomendados conforme cada preferência, há também opções de menor custo para quem quer presentear um grupo maior de pessoas – como coelhinhos e pirulitos de chocolates, bombons e diversos outros pequenos mimos, com embalagens caprichadas para agradar as pessoas neste período.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário