SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Confiança do consumidor para de cair, mas ainda é a menor desde 2001

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) ficou estável em 100 pontos de fevereiro para março deste ano, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) com base em levantamento, feito em parceria com o Ibope, com 2.002 pessoas em 142 municípios entre 21 a 25 de março.

De acordo com a entidade, o indicador interrompeu, em março, uma sequência de quatro meses seguidos de queda. Entretanto, em 100 pontos, ainda permanece no menor patamar desde junho de 2001. Além disso, o INEC está 8,1% abaixo do registrado em março de 2014.

Dos seis componentes analisados pela pesquisa, segundo a CNI, houve piora da percepção dos brasileiros em relação a três: renda pessoal, situação financeira e endividamento. O índice de renda pessoal caiu 11%, o de situação financeira teve queda de 10,6% e o de endividamento recuou 4,3% frente a fevereiro.

“O resultado sinaliza pessimismo sobre o aumento da renda nos próximos seis meses, piora da situação financeira e acréscimo no número de dívidas em relação aos últimos três meses”, informou a entidade.

Por outro lado, acrescentou a Confederação Nacional da Indústria, há melhora na percepção dos consumidores sobre a evolução dos preços, as compras de bens de maior valor e o emprego.

Na comparação com fevereiro, o índice de inflação cresceu 10,6%, indicando menor preocupação das pessoas em relação ao aumento dos preços, acrescentou a entidade. Já o indicador de compras de bens de maior valor aumentou 9,9% em março ante o mês anterior, enquanto o índice de desemprego mostrou alta de 5% no período – apontando maior confiança dos brasileiros na manutenção das vagas de trabalho.

Fonte: G1

Deixe um comentário